Você sabe o que é Confusão Patrimonial? | AFIXCODE

O que é Confusão Patrimonial? Saiba a Importância de Separar o Patrimônio da Empresa e dos Sócios

O que é Confusão Patrimonial? Saiba a Importância de Separar o Patrimônio da Empresa e dos Sócios

O que é Confusão Patrimonial? Saiba a Importância de Separar o Patrimônio da Empresa e dos Sócios
 

Sua empresa está em expansão mas você não tem mais controle dos bens patrimoniais? Os sócios não conseguem mais organizar quais são seus próprios bens e quais são os da empresa? Então está na hora de entender mais sobre Confusão Patrimonial, que é justamente a desordem dos bens patrimoniais entre pessoa jurídica e pessoa física, ou seja, entre sócios e empresa. Siga a leitura para entender mais.

 
 

Primeiramente: o que é Entidade em contabilidade?

Antes de explicarmos o que é a confusão patrimonial, precisamos definir o princípio contábil da Entidade - reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um Patrimônio particular no universo dos patrimônios existentes, independentemente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição de qualquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos.

Isto é, as entidades devem ser separadas para a contabilidade, não misturando a pessoa jurídica (empresa) com a pessoa física (sócios).

 
 

O que é a confusão patrimonial?

A confusão patrimonial, portanto, é justamente o problema da mistura de bens e gastos da pessoa jurídica com a pessoa física.

É um problema comum em empresas novas, pequenos empreendedores ainda sem muita experiência, mas infelizmente também vemos alguns casos em grandes empresas, às vezes legado de um início onde os processos não eram maduros e pouco robustos.

 
 

Quais as consequências da confusão patrimonial?

 
 

1. Multas e sanções

Primeiramente, a confusão patrimonial pode ser considerada fraude fiscal, passível de multas e sanções, tanto para os sócios, quanto para o contador responsável.

2. Relatórios não confiáveis

Além das multas, um dos grandes prejuízos da confusão patrimonial está na própria administração (gestão) da empresa, que apresentará relatórios e resultados que não representam a verdadeira situação da empresa.

 
 

Importância de separar o que é da empresa e dos sócios

Conforme mencionamos, as demonstrações contábeis somente refletirão a realidade se houver a separação das entidades.

Além da importância do aspecto fiscal e gerencial, é necessário ter as demonstrações financeiras regulares para conseguir um financiamento, etc.

inclusive, caso exista o problema de confusão patrimonial, ficará muito mais difícil para os sócios venderem a empresa ou conseguirem participar de alguma operação de combinação de negócios.

 
 

Como evitar a confusão patrimonial

1. Faça um planejamento financeiro

O primeiro passo é separar os gastos da pessoa física com o da pessoa jurídica. Organize o planejamento financeiro e o fluxo de caixa e deixe tudo discriminado da forma correta.

2. Organize as retiradas

As retiradas do sócio devem seguir as formas válidas contabilmente, como pró labore, divisão de lucro e salários.

3. Separe os bens patrimoniais

Os bens patrimoniais também não devem ser misturados: organize de forma correta o que é da empresa e o que é dos sócios, como veículos, imóveis, investimentos, etc.

Leia também:
👉 Tipos de bens patrimoniais: classificação dos bens no controle patrimonial
👉 Inventário de bens patrimoniais
👉 8 erros comuns no inventário físico de bens patrimoniais: aprenda como evitá-los!

 
 

Evite a confusão patrimonial com a ajuda de especialistas em gestão do ativo imobilizado

Nesse artigo comentamos a importância de organizar e separar os bens da empresa e dos sócios e evitar confusão patrimonial.

Quer entender mais sobre como organizar os bens da sua empresa? Então converse com um de nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas: nossos canais principais de atendimento são [email protected], 11 2888-4747 e Whatsapp 11 99252-1782.

 

Torne-se um Leitor VIP

Cadastre-se gratuitamente para receber nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

 
Compartilhe esse conteúdo:
 
Glauco Oda
Glauco Oda
Glauco Oda é bacharel em Ciência da Computação formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e em Ciências Contábeis pela Universidade Paulista (CRC 1SP326596), atual CEO da AfixCode Patrimônio e Avaliações, e sócio/diretor da OTK Sistemas e AfixGraf Soluções Gráficas. Carreira profissional toda desenvolvida na gestão do controle do Ativo Imobilizado, tendo participado de todas as fases e inúmeros projetos em mais de 20 anos de atuação profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar
Compartilhar
Twittar