O que é Gestão Patrimonial e Porque é Importante Realizar | Afixcode

O que é Gestão Patrimonial e Porque é Importante Realizar

O que é Gestão Patrimonial e Porque é Importante Realizar

Equipe executando a gestão patrimonial
 

Ter conhecimento a respeito da gestão do seu ativo e realizá-la corretamente é muito importante para uma empresa. Enfatizamos que atualmente, essa relevância no serviço de gestão vem ocorrendo por conta das dificuldades financeiras enfrentadas pelas empresas nacionais nos tempos atuais. No momento, todos querem descobrir uma forma inteligente de reduzir seus gastos.

Passou-se o tempo em que as empresas realizam esse serviço simplesmente por obrigação legal, atualmente, a gestão patrimonial é uma ferramenta inteligente para performar com qualidade.

A relevância desse processo é imensurável, ela trás gerenciamento pleno, convicção na estrutura da empresa e autoridade quando o assunto é conhecimento de seus bens.

Nesse artigo vamos destrinchar as vertentes da gestão patrimonial, todos seus pontos que agregam benefícios e uma série de fatores que o tornam peça chave quando você visa sucesso para seu negócio.

 
 

Como podemos definir a gestão patrimonial?

 
 

Caso esse assunto seja novo para você, provavelmente deve estar se perguntando, “O que é essa gestão de patrimônio?”, bom, sendo bem claro, sucinto e objetivo, é o balanço feito para manter o controle de custos e o acompanhamento do patrimônio da empresa.

Identificando pontualmente os ativos do seu negócio, você terá um controle de duas peças cruciais: a quantidade exata do patrimônio e a qualidade composta por ele no geral. Pense comigo, quando se tem essas duas informações, com excelência, os investimentos direcionados a empresa ganham 99% de chance de serem assertivos. Nada entrando e nem saindo sem necessidade!

 
 

O que são os ativos imobilizados?

 
 

Caso você tenha lido até aqui mas ainda tem dúvidas para identificar o que são os ativos imobilizados da sua empresa, vamos te ajudar a fazer essa identificação com uma breve lista e algumas qualificações.

Ativo imobilizado são os bens tangíveis (duráveis) e que são utilizados na operação da empresa para que ela possa exercer sua atividade fim, isto é, são os bens que proporciam a empresa gerar receita.

Podemos citar itens como: veículos, imóveis, máquinas, equipamentos. É simples identificar esses itens, apenas se lembre que para entrar efetivamente nesse grupo é necessário se ter uma vida útil maior que um ano.

Entenda mais neste artigo escrito pelo nosso CEO Glauco Oda: O que é ativo imobilizado?

 
 

Fases da gestão patrimonial

Primeiro momento: Inventário físico

 
 

Primeiramente, e talvez a fase mais essencial, é efetuar um inventário físico incluindo todos os bens da empresa. Só assim será possível ter dimensão daquilo que está sobre posse da instituição. Podemos dizer que esse processo é uma análise para de fato atestar se o que existe contabilmente existe fisicamente.

Dentro dessa etapa, são feitos outros processos, como por exemplo, a colagem de placas patrimoniais e registros fotográficos. Com essas informações, se tem descrições precisas dos itens, tornando a identificação mais eficiente e eficaz.

É preciso reforçar que esse trabalho é de extrema importância e deve ser feito com frequência. Se não houver esse monitoramento, provavelmente, novos itens entrarão, outros sairão e não terá te trazido benefício nenhum, afinal, se a ideia é obter controle, o primeiro passo é entender que deve se ter manutenção e cuidado.

 
 

Segundo momento: Conciliação Contábil

Em um segundo momento, após o inventário físico, enfim, podemos passar para a conciliação contábil. Nela, faremos basicamente um “teste da verdade”, no qual ocorrerá o um comparativo entre base contábil e inventário físico.

Por eu ter intitulado “teste da verdade” você já deve estar imaginando o que será feito, vamos analisar se de fato aquilo que consta em sua base contábil existe no físico, e vice-versa. Através dessa informação, são emitidos alguns relatórios, como o de bens conciliados, as sobras contábeis e as sobras físicas.

 
 

Terceiro momento: Avaliação dos Ativos

Com uma base fundamentada, podemos ir para a avaliação dos ativos, nessa etapa que surgem perguntas como:

  • Qual custo de reposição?
  • Qual seu valor justo?
  • Qual seu valor residual no momento da desimobilização?

No caso, o valor residual, é o que se pretende receber por esse bem no final de sua vida útil.

Seguindo em diante o processo, faremos a avaliação da vida útil. Essa pesquisa tem como intenção identificar para a empresa economicamente quanto tempo ela ainda terá esse bem disponível.

Saber quanto tempo um item foi usado e o quanto ele ainda pode ser usado é uma grande informação para que a empresa se programe nos gastos com futuras reposições.

Se todos esses processos forem realizados para uma instituição corporativa, em diversos casos, faremos um Teste de Impairment que basicamente é para saber a recuperabilidade dos ativos, isto é, se o valor avaliado é maior do que o valor contábil.

 
 

Qual a importância de realizar a gestão patrimonial? Devo contratar esse serviço?

Realizar a gestão dos seus ativos não é algo fácil, logo, não será qualquer pessoa ou instituição que realizará esse serviço com maestria e excelência, imagino que ninguém faça algo para ser mediano ou aceitável. Preze por realizar esse projeto com empresas experientes e que carreguem credibilidade em projetos passados.

Analisando todos os pontos citados, você consegue enxergar a importância desse processo em sua empresa. Lidamos com isso diariamente, e sabemos que é necessário.

Não sabe por onde começar? Entre em contato conosco e teremos um grande prazer em proporcionar um serviço de qualidade, com excelência e comprometimento a você e seu empreendimento, de acordo com a qualidade que a Afixcode carrega já há mais de 18 anos.

 

Torne-se um Leitor VIP

Cadastre-se gratuitamente para receber nossos artigos, dicas e conteúdos exclusivos com prioridade.

 

Compartilhe esse conteúdo:
 
Guilherme Campos
Guilherme Campos
Guilherme Augusto Silva Del Duque Campos é formado no Colégio Presbiteriano Mackenzie e hoje atua como assistente em consultoria patrimonial na Afixcode.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar
Compartilhar
Twittar